segunda-feira, 4 de julho de 2011

FESTIVAL DE FÉRIAS - FARGO

Segunda-feira, a primeira semana das férias está começando e hoje a pedida é rever ou ver pela primeira vez um dos filmes mais admirados dos cultuados irmãos Joel e Ethan Coen e que marcou a história do cinema. Acostumados a realizarem produções elogiadas e premiadas no mundo todo, mesmo trabalhando com temas difíceis e com poucos recursos financeiros, eles chegaram bem próximos da crítica, do público e do Oscar com Fargo - Uma Comédia de Erros (1995), título que causou frisson nos EUA e logo depois no mundo todo ao misturar violência e humor negro em doses certas. Logo de cara um aviso: a obra é inspirada em acontecimentos verídicos ocorridos no Estado de Minnesota em 1987 e, em respeito a memória dos falecidos na ocasião, os fatos não foram alterados. Na realidade, essa foi uma estratégia usada para causar impacto, pois a história é ficcional do início ao fim.

Os irmãos Coen criaram juntos uma trama bem interessante e que é considerada uma das mais criativas dos anos 90. Sem precisar recorrer a efeitos especiais ou produções caras para recriar determinada época, simplesmente eles investiram em um enredo contemporâneo e atemporal que transformou este filme em um cult movie instantâneo e considerado por muitos como um clássico moderno da sétima arte. Se na ocasião do lançamento a produção podia ter dado um golpe de sorte ao cair no gosto popular e da crítica, o tempo tratou de assinar o atestado de sucesso. Até hoje é possível se divertir com o humor sarcástico da obra e apreciar a qualidade das imagens que foram bem preservadas, fruto de um trabalho técnico bem realizado.


O roteiro inicialmente aponta para uma trama bem simples, mas o desenrolar dos fatos tratam de enriquecer a narrativa até deixar o protagonista em maus lençóis. Durante o inverno, o vendedor de carros Jerry Lundegaard (William H. Macy) está passando por problemas financeiros e só vê a solução para seu caso se recorrer ao sogro, Wade Gustafson (Harve Presnell), porém ele não dá a menor bola para o genro. Assim, o comerciante arma um plano para conseguir tirar dinheiro do parente que jamais escolheu ter planejando o sequestro da própria esposa, Jean (Kristin Rudrüd). Para tanto, ele contrata dois tipos suspeitos, Carl Showalter (Steve Buscemi) e Gaear Grimsrud (Peter Stormare), acreditando que tudo dará certo e ninguém sairá ferido. Porém, ele não conhecia esses homens e do que eles seriam capazes.

Tudo acontece como previsto, exceto o assassinato de um policial na estrada, além de outras duas vítimas. Isso logo no início da execução do plano. A chefe de polícia da região, Marge Gunderson (Frances McDormand), está grávida e nunca teve um só caso de homicídio nas mãos, mas mesmo assim passa a investigar o ocorrido. Enquanto isso, Gustafson se dispõe a pagar o resgate, mas quer ele próprio se encontrar com os sequestradores, pois está desconfiado da tal história do sequestro da filha. Assim, aos poucos, o plano perfeito de Lundegaard desmorona e chegar a conclusão de que ele é o responsável pelo rapto de Jean e indiretamente das misteriosas mortes será inevitável.


A produção fez muito sucesso e foi elogiadíssima na época de seu lançamento e até hoje sua projeção é bastante grande, até porque os Coen jamais saíram de moda, ainda mais nos últimos anos quando viraram figuras carimbadas no Oscar concorrendo com Um Homem Sério, Bravura Indômita e finalmente sendo premiados por Onde os Fracos Não Têm Vez. Falando na premiação, Fargo - Uma Comédia de Erros concorreu em sete categorias, tendo seu roteiro contemplado, assim como a atriz Frances McDormand, que viu sua carreira deslanchar desde então, mas sempre com sua imagem atrelada a projetos bem estruturados e com pinta de cult da temporada. Uma boa opção para iniciar a semana.

2 comentários:

Maxx disse...

Guilherme, seu blog é muito legal. Agradeço a parceria e já coloquei um link e banner no TeleCineBrasil. Tenho certeza que quem visitar seu espaço tb vai gostar. Abç e bons filmes.

renatocinema disse...

Vi no cinema e adoro essa trama.

Atuações perfeitas, com roteiro maluco e insano como os diretores.

Você também pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...