quinta-feira, 30 de junho de 2011

PIXAR FORA DE RUMO

A Pixar tem o poder do toque de Midas. Tudo que coloca a mão vira ouro. Bem, lucros certamente ela consegue facilmente, mas é bom não descuidar. Após mais de dez filmes bem sucedidos junto ao público e colhendo elogios e prêmios, com Carros 2 (2011), pela primeira vez, o estúdio está levando uns puxões de orelha por parte da crítica especializada e até do próprio público. Claro que é impossível nunca haver um escorregão na vida de uma produtora e a vez do estúdio de animação computadorizada chegou. Agora que a Disney e ela se uniram de forma definitiva e praticamente monopolizam o mercado de animação, esperava-se mais desta continuação do grande sucesso de 2006 que conquistou crianças e adultos. Lógico que ele não é um filme péssimo, mas em comparação aos outros títulos da companhia, inclusive o próprio original deste, deixa muito a desejar. O problema é que o roteiro enveredou pelo caminho das referências cinematográficas, misturando elementos de filmes sobre espionagem, como das franquias dos agentes Bourne e 007, adicionou termos e situações específicas do mundo das corridas automobilísticas que podem dispersar a atenção, mas adotou uma postura infantilizada. Assim, miraram para atingir dois públicos distintos ao mesmo tempo, mas não acertaram o alvo em nenhum. Ficaram no meio do caminho. Muito combustível para uma viagem que não sabe onde vai dar. É sempre bom lembar que são os filhos que obrigam os pais a assistirem o mesmo filme diversas vezes. Se não curtem, bilheterias menores são inevitáveis.

A NOBRE E EXCÊNTRICA HELENA BONHAM CARTER


Ela tem uma filmografia extensa e bem diversificada, porém a maioria a conhece como a Sra. Burton. Helena Bonham Carter realmente só teve seu talento mais reconhecido pelo grande público após se casar com o cineasta Tim Burton, mas ela está longe de ser uma aproveitadora. Dona de um inegável talento, essa mulher tem um faro para escolher bons e marcantes projetos e suas interpretações geralmente não passam em branco por menor que sejam. De mulher recatada ou fora dos padrões em dramas de épicos até as loucas criações que encara nos trabalhos do marido, passando vez ou outra pela época contemporânea livre de maquiagem forçada ou espartihos, essa intérprete honra a profissão que escolheu e não tem medo de se despir da vaidade para entregar trabalhos perfeitos.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

ESQUECERAM DE... AS LOUCURAS DO REI GEORGE

É impressionante investigar a história do cinema e ver a quantidade de filmes que foram super elogiados e premiados no passado e que hoje se encontram no limbo, ninguém mais sabe deles (quer dizer, pelo menos aqueles que prezam pela qualidade e sempre buscam os produtos originais e de forma legalizada). Assim, grandes obras ficaram esquecidas no tempo, como As Loucuras do Rei George (1994), um título inglês muito pomposo e que deixou sua passagem registrada nas principais premiações e festivais da época, mas hoje é uma remota de lembrança de poucos cinéfilos. A história se baseia em ftos verídicos, em um determinado período conturbado da vida de um monarca, envolvendo inclusive a traição de seu próprio filho, algo que seu próprio avô já havia feito antes com o seu bisavô visando ocupar o trono. Um mal de família que parece se repetir e perseguir os clãs de linhagens nobre.

terça-feira, 28 de junho de 2011

UMA JUSTA HOMENAGEM AOS CARTOONS


Hoje em dia unir desenho animado com imagens reais não é mais nenhuma novidade, mas em 1988 era um tremendo frisson, ainda mais usando como pano de fundo uma história policial. Uma Cilada Para Roger Rabbit revolucionou o cinema ao unir com perfeição atores e cenários com personagens que saíram das pontas dos lápis coloridos dos desenhistas e ao trabalhar um tema original e fugindo dos chavões do gênero infantil. Claro que na época já havia computadores para auxiliar em tal tarefa e o cineasta Robert Zemeckis usou e abusou o quanto pôde da ferramenta para criar um espetáculo visual até então inimaginável. As animações não estavam simplesmente ao lado dos humanos, agora elas interagiam, podiam até ser tocadas. Além do live action combinado com animação tradicional, o diretor também adicionou características típicas de filmes noir, assim a obra fisgou a atenção do público adulto. Baseado no romance “Who Censored Roger Rabbit”, de Gary k. Wolf, a história se passa na Hollywood de 1947, quando os personagens de desenho animado são racionais, tem vida própria e podem habitar livremente o mundo dos seres humanos. Um detetive particular acaba se envolvendo em um mistério ao tentar ajudar Roger Rabbit, um coelho hiperativo que é um famoso astro dos desenhos, a se livrar da acusação de homicídio. Ele é procurado por suspeitas de ter matado Marvin Acme, um poderoso empresário, logo após ele ter tido um encontro amoroso com a esposa do acusado, a sensual Jessica Rabbit.

DE VOLTA AO PLANETA DOS MACACOS


Já se passaram dez anos desde que Tim Burton reinventou o clássico Planeta dos Macacos, mas para Hollywood sempre é possível espremer um pouco mais uma idéia para que ela renda ainda mais. Com o título provisório de Planeta dos Macacos - Origens, a Fox anuncia para breve o lançamento deste prelúdio do filme original. O objetivo é mostrar como os macacos tomaram posse da Terra, partindo dos dias atuais. Em San Francisco, nos EUA, estão sendo realizadas diversas experiências com macacos em busca da cura do mal de Alzheimer que acabaram por desenvolver a inteligência nos primatas e permitiram que eles entrassem em guerra com os humanos. Com direção do pouco conhecido diretor Rupert Wyatt e elenco encabeçado por James Franco, Brian Cox, Tom Felton, Freida Pinto, Andy Serkis e John Ligthgow, a aventura deve estrear nos cinemas americanos em agosto, mas para o Brasil ainda não há previsão.

EM CARTAZ... BRAVE


O primeiro conto de fadas da Pixar já tem pôster, apesar de muito simples. Brave, ainda sem título em português, será o primeiro desenho do estúdio a ser protagonizado por uma personagem feminina e terá um clima mais sombrio. A princesa Merida não dá muita atenção à vida de nobreza e sonha em se tornar uma arqueira e, para tanto, ela resolve abandonar todo o conforto de sua vida e segue rumo às montanhas da Escócia. O lançamento nos cinemas americanos está previsto para junho de 2012. No Brasil, ele deve chegar para as férias de julho do mesmo ano.

EM CARTAZ... CONAN - O BÁRBARO (pôster nacional)


Mais uma refilmagem de um sucesso dos anos 80 já está no forno. Depois de anos de tentativas frustradas, o novo Conan - O Bárbaro chegrá finalmente nos cinemas. O herói foi o responsável por projetar a carreira  de Arnold Schwarzenegger e espera-se que ele faça o mesmo pelo desconhecido Jason Momoa. A direção é de Marcus Nispel, que te em seu currículo a aventura épica Desbravadores e o remake de O Massacre da Serra Elétrica, ou seja experiência para tal projeto ele tem. No elenco estão Stephen Lang, Rachel Nichols, Ron Perlman, entre outros. O cartaz nacional é bem estiloso e chamativo e bem melhor que o da aventura de Conan de décadas passadas. A data de estréia para o Brasil é na primeira quinzena de setembro.

domingo, 26 de junho de 2011

EM CARTAZ... O GATO DE BOTAS


Ele surgiu em Shrek 2 com uma imagem de latino valente, mas abrandou o coração das platéias com seu olhar de bichano inocente e indefeso. E isso logo no trailer. Talvez nem a equipe de criação soubesse que o Gato de Botas iria cair no gosto popular. Prometido a alguns anos, finalmente o seu filme-solo será lançado e seu cartaz foi divulgado. Só mostra o herói em destaque, mas já é o bastante para atiçar os espectadores. Antonio Banderas, que dublou o gato nas três sequências de Shrek, empresta mais uma vez sua voz ao personagem. O Gato de Botas estréias nos EUA em novembro. O Brasil irá conferir a animação provavelmente em dezembro.

EM CARTAZ... FOOTLOOSE


Tá na moda remexer no passado não tão distante. Com trilha sonora datada, Footloose foi lançado em 1984 e catapultou o nome de Kevin Bacon, que dá noite para o dia virou um astro. Para muitos, as lembranças desse marco dos anos 80 ainda são muito fortes, mas mesmo assim os executivos de Hollywood já acham que chegou o momento de atualizar este musical para as novas gerações. O cartaz da refilmagem foi divulgado e é bem nostálgico. O carro antigo, o efeito neon do logtipo e o protagonista largadão como se quisesse apenas curtir a vida devem trazer boas memórias aos mais velhos. A direção é de Craig Brewer, de Ritmo de um Sonho, e o casal protagonista é formado pelos poucos conhecidos Kenny Wormald, de O Balconista 2,  e Julianne Hough, de Burlesque. O elenco conta ainda com Dennis Quaid, de O Dia Depois do Amanhã, e Andie MacDowell, de Quatro Casamentos e um Funeral. A estreia nos cinemas americanos está agendada para outubro. No Brasil ainda não há data marcada.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

OSCAR 2012 TERÁ NOVIDADES


Ainda falta muito tempo, mas a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas já começou a divulgar notícias sobre a próxima premiação do Oscar. Uma das grandes novidades para 2012 é o voto eletrônico. As cédulas de votação serão aposentadas e será adotada a enquete via internet com o objetivo de agilizar o processo de contagem dos votos e diminuir a burocracia da festa. Porém, isso não significa que agora o público também terá o direito de escolher seus filmes e atores preferidos transformando a aguardada festa que acontece a décadas em um carnaval de bobagens como é o MTV Movie Awards.

WOODY ALLEN, O NEURÓTICO QUE DEU CERTO



Ele é muito conhecido por dirigir e escrever histórias que falam sobre as relações humanas de amizades e amor, mas também já teve sua fase de comédias para fazer o público cair na gargalhada. Claro que tudo com muito estilo próprio e um senso estético apurado. Woody Allen sempre que pode também gosta de dar as caras na frente das câmeras, encarnando, na maioria das vezes, personagens neuróticos ou fracassados, apesar de as vezes adotar um visual alegórico para fazer algo diferente. Alguns amam suas aparições, outros têm verdadeiro pavor.  Com o cineasta, roteirista e ator é assim: ou você o ama ou você o odeia. Porém, existe uma grande faixa de público que aprecia as suas obras e algumas são aguardadíssimas. Cerca de um ano antes de algum filme seu estrear, os burburinhos já começam a contagiar os fãs.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

CONTOS DE FADAS PARA ADULTOS


Hollywood está sempre em busca de novos filões para explorar ao máximo. Depois que a série de animação Shrek usou e abusou das brincadeiras com os contos de fadas e lotou os cinemas, as produtoras repararam que o público adulto ainda gosta de histórias clássicas infantis. Para atender a demanda, uma grande leva de produtos inspirados nessas histórias que os pais contam para os filhos deve chegar aos cinemas nos próximos anos. São todas releituras bem diferentes e que podem surpreender. Já tivemos há alguns anos Os Irmãos Grimm, que trouxe para o cinema fragmentos do que deveriam ser os textos originais de seus populares contos, e também vimos A Garota da Capa Vermelha, uma versão bem adulta e sombria do aparentemente inocente conto de "Chapeuzinho Vermelho".

ESQUECERAM DE... SEREIAS

No outro lado do globo terrestre também tem cinema. A Austrália é um país que não é muito explorado cinematograficamente, mas vez ou outra surge algum produto de lá. Inclusive já tivemos um filme com o mesmo nome deste território popularmente conhecido como a terra dos cangurus e dos coalas, apesar de ser uma produção americana. Dentre as personalidades australianas que se destacam estão o cineasta Baz Luhrmann e os atores Nicole Kidman e Russel Crowe, apesar de eles serem naturalizados, não nasceram no país. Daquelas longínquas terras, no passado, recebemos a comédia Sereias (1994). O diretor John Duigan se inspirou na história do pintor Norman Lindsay, artista praticamente desconhecido no Brasil, que ousou nas suas obras e foi criticado por cutucar a moralidade de seu tempo.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

ARTE E CULTURA EM PARIS

Mais uma vez ele está com trabalho novo na praça. O cultuado ator e cineasta Woody Allen parece uma máquina de fazer filmes e praticamente lança um por ano. Recentemente passaram nos cinemas brasileiros Tudo Pode dar Certo e Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos, ambos já disponíveis em DVD. Porém, esses dois títulos não chegaram a provocar nem um pouquinho da expectativa que Meia Noite em Paris (2011) gerou. O projeto já vinha sendo comentado há mais de um ano, o que é comum acontecer com os trabalhos do diretor, que é conhecido por reunir sempre um excelente elenco para interpretar suas histórias que geralmente circundam assuntos semelhantes, salvo raras exceções. Aqui um dos pontos a chamar a atenção é a presença da primeira-dama da França, Carla Bruni, apesar de ela não ser a protagonista, e o cenário escolhido como pano de fundo.

domingo, 19 de junho de 2011

SPIELBERG E OS DINOSSAUROS DE VOLTA


Atenção dinomaníacos: Steven Spielberg parece que desta vez está mais disposto a realizar um quarto filme da franquia Jurassic Park, um mega-sucesso em seus três filmes. Esta possibilidade existe desde que o terceiro episódio se saiu muito bem nas bilheterias mundiais há dez anos. Infelizmente, o prjeto não seguiu adiante por causa das mortes de Michael Crichton, autor da série literária que serviu de inspiração, e de Stan Winston, o responsável pelos impressionantes efeitos especiais. Porém, o cineasta parece disposto a superar estas perdas e levar a idéia de uma nova aventura com os seres pré-históricos adiante e já está conversando sobre o enredo com o roteirista Mark Protosevich, de Thor. Aliás, existe a possibilidade de realizarem uma nova história envolvendo o Parque dos Dinossauros, mas contando com um novo elenco para revitalizar a série, assim como fizeram com o personagem Batman e logo mais com o Homem-Aranha. Como as filmagens devem demorar e nem ao menos existe um roteiro pronto, provável que o novo filme estréie apenas em 2013, uma época muito propícia já que nesse ano o filme original éstará completando seus vinte anos de lançamento.

VEM AÍ... ALVIN E OS ESQUILOS 3


Tudo que faz sucesso e que pode render continuações Hollywood adora e um de seus filões prediletos é o segmento do público infantil. Depois do sucesso de Alvin e os Esquilos e sua continuação já era de se esperar um terceiro episódio. Alvin e os Esquilos 3 já está no forno com a direção de Mike Mitchell, de Shrek Para Sempre, mas Jason Lee, o humano protagonista dos longas, não estará no elenco. O novo filme trará os irmãos esquilos em uma viagem náutica e repleta de canções animadas. Piadas com o clássico Titanic e sua música-tema devem levar o público às gargalhadas. A grande novidade da produção é que ela será oferecida também em 3D. A previsão de estréia nos cinemas americanos está prevista para a primeira quinzena de dezembro, próximo do Natal, assim como ocorreu com os dois longas anteriores. Não há previsão de data para o Brasil. Vamos aguardar.   

PERCY JACKSON GANHARÁ SEQUÊNCIA


Uma das grandes apostas da Fox em 2010, Percy Jackson e o Ladrão de Raios acabou não rendendo o esperado nas bilheterias. A arrecadação americana não chegou a cobrir os investimentos. Só não é considerado um fracasso, pois a soma do faturamento nos cinemas de todo o mundo e a vendagem de DVDs salvou a conta . A franquia cinematográfica baseada na série literária escrita por Rick Riordan corria o risco de ficar incompleta, mas foi dado um sinal verde para um segundo episódio. Foi convocado o diretor Thor Freudenthal, de Diário de um Banana, e o ator Logan Lerman irá mais uma vez interpretar o protagonista.  Percy Jackson e o Mar de Monstroso segunda livro da série, está com seu roteiro em andamento pela dupla Scott Alexander e Larry Karaszewski, de Ed Wood. O jovem aventureiro e seus amigos terão que enfrentar os monstros do título para encontrar o Velocino de Ouro, que será usado para resgatar um companheiro preso e mais uma vez a mitologia grega estará marcando presença. Ainda não há previsão para a estréia, mas os fãs das aventuras dos livros esperam que o novo filme respeite mais as idéias descritas no papel.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

JULIA ROBERTS, UMA MULHER DE TALENTO



Ela é sinônimo de sucesso, possui um currículo diversificado e dificilmente seus filmes passam em brancas nuvens. Julia Roberts é um nome forte e um chamariz irresistível para o público. Filha de um casal de professores de arte dramática, ela deixou ainda na adolescência a pequena cidade de Smyma no subúrbio de Atlanta nos EUA. Na época, a jovem foi morar com a irmã Lisa, também atriz, e assistiu muitos espetáculos na Broadway. Crescendo em ambientes onde a dramaturgia estava sempre presente, seria muito difícil escapar de seguir esse caminho na vida profissional.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

ESQUECERAM DE... O MONGE E A FILHA DO CARRASCO

Durante a segunda metade dos anos 90, o cinema nacional começou a ressurgir a passos largos, mas muitas obras foram lançadas com pouca divulgação, passaram rapidamente pelos cinemas ou até mesmo só foram disponibilizados em vídeo. A exibição na televisão também é escassa. Somente a Rede Globo mantém certo calendário para as sessões brasileiras. Assim, muitos títulos da recente história da nossa cinematografia correm o risco de sumir das lembranças do público. O Monge e a Filha do Carrasco (1996) é um título curioso que atravessa os anos como uma obra desconhecida pelo grande público. Muito antes de Patrícia Pillar e Murilo Benício causarem frisson na pele dos vilões da novela "A Favorita", o caminho profissional dos dois já haviam se cruzado neste longa dirigido por Walter Lima Jr. que tem como particularidade ser inteiramente falado em inglês, já que é uma co-produção entre brasileiros e norte-americanos. Tal fato já deve soar com estranheza e muitos já devem acionar na mente o botão do preconceito, mas os atore não foram dublados, pelo contrário, eles se esforçaram para falar o outro idioma com desenvoltura e atingiram um resultado satisfatório, até porque todos já estavam familiarizados com a língua e as falas são relativamente simples.

MANDA-CHUVA EM LONGA METRAGEM


Um dos personagens mais clássicos da Hanna Barbera está prestes a ganhar sua versão em animação digital. Ainda em produção, o filme será baseado no famoso desenho produzido entre as décadas de 60 e 70 e exibido a exaustão no Brasil em canais abertos, como a Globo, e fechados, caso do Cartoon Network. Além de Manda-Chuva, o líder de uma turma de bichanos, o longa deve contar    com personagens inesquecíveis como Batatinha, Bacana, Espeto, Guarda Belo, entre outros. No Brasil, o longa já tem distribuição confirmada pela PlayArte, apesar de não se saber ainda se haverá exibição nos cinemas ou lançamento direto em DVD.  Para a dublagem, a empresa deseja contar com o ator Lima Duarte, dublador oficial do personagem título para os episódios exibidos na televisão.  A direção da animação é de Alberto Mar, responsável também pelos desenhos da série animada "Chaves". A estréia está prevista para setembro deste ano nos EUA.

terça-feira, 14 de junho de 2011

RECRIADOS PELO CINEMA


No período de férias de julho do ano de 1993, o mundo todo esteve diante de um dos maiores marcos cinematográficos de todos os tempos. Nas mãos de um cineasta qualquer, poderia ser uma aventura capenga com seres de massinha ou borracha. Nas mãos de um megalomaníaco ou entusiasta dos avanços tecnológicos poderia ser um chatíssimo estudo científico. Porém, esse grandioso projeto foi tocado por Steven Spielberg, mestre em lidar com fantasia e ao mesmo tempo realidade. Jurassic Park - O Parque dos Dinossauros deixou as platéias de queixo caído ao recriar com perfeição os extintos seres. A cada novo animal pré-histórico que surgia na tela, mais impressionado o público ficava ainda mais com a emoção causada pela bela e inconfundível trilha sonora composta por John Williams. Usando tecnologia de ponta para época, foram combinados bonecos reais com animações computadorizadas para darem vida aos animais gigantescos e pesados, mas que ainda assim podiam se locomover com agilidade e desenvoltura. A história gira em torno de um parque criado por um excêntrico milionário que criou um verdadeiro jardim zoológico, porém só com espécies jamais vistos com vida até então. Ele promove um passeio inaugural com um pequeno grupo de convidados para ter um termômetro das reações e fazer os devidos ajustes necessários. Durante o dia, o percurso guiado por carros elétricos e auxílio de modernos equipamentos parece não empolgar. Porém, a noite uma forte tempestade cai e uma armação de um funcionário para roubar os embriões de futuros hóspedes do local faz com que a energia elétrica seja cortada, assim as cercas eletrificadas ficam desativadas e o perigo passa a rondar os visitantes que ficaram presos lá dentro.


segunda-feira, 13 de junho de 2011

EM CARTAZ... A ÁRVORE DA VIDA (pôster nacional)


O vencedor da Palma de Ouro 2011 teve seu pôster nacional divulgado. A Árvore da Vida, de Terrence Malick dividiu opiniões na platéia do Festival de Cannes. O longa trata da relação entre pai e filho de uma família comum em uma história de amor, fé e desilusão. O cineasta, apesar de várias décadas na profissão, tem oucos títulos em seus currículo justamente por planeja por anos suas produções, um cuidado que reflete na qualidade do produto final. O seu novo projeto tem aguçado a curiosidade dos cinéfilos que aguardam o título como uma bela história de celebração à vida, ou talvez, uma dolorosa experiência que mostra o quanto pode ser difícil viver. A dúvida tiraremos em breve. O longa já foi adquirido para o Brasil pela Imagem Filmes e a estréia é prevista para a primeira quinzena de agosto.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

EM CARTAZ... SUPER 8


O diretor J,J, Abrams, sob a batuta de Steven Spielberg, logo estará laçando nos cinemas seu novo filme que recebeu o título de Super 8 (pode haver mudanças quando chegar no Brasil). O pôster divulgado tem um clima que nos remete aos filmes de sucesso infanto-juvenis dos anos 80. O aspecto de desenho dado aos atores no cartaz lembra a arte de Indiana Jones e de Os Goonies, não por acaso obras fantasiosas com assinatura do cineasta que não queria crescer (pelo menos naqueles tempos). A produção é declaradamente uma homenagem do recriador da série Star Trek ao seu parceiro de produção aqui. A trama se passa no final da década de 70, quando um grupo de garotos testemunha uma colisão noturna de um caminhão com um trem de carga. Eles registram tudo com uma câmera Super-8 e passam a desconfiar que aquilo não foi um acidente quando misteriosos desaparecimentos começam a acontecer e a verdade tenta ser encoberta. Tem jeito de tornar um novo clássico das sessões da tarde. A estréia brasileira é prevista para a primeira quinzena de agosto.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

COLIN FIRTH, O TALENTO INGLÊS EM CENA


Quando assistimos a filmes antigos certamente nos deparamos com atores hoje famosos, mas na época fazendo pequenas pontas ou até mesmo com um personagem respeitável, porém sem brilho, apenas um coadjuvante de luxo que acabou tendo seu talento apagado diante ao apelo dos protagonistas junto ao público. Alguns artistas se sentem péssimos nessa situação enquanto outros aproveitam para fazer seu trabalho com vontade e dignidade e acabam conquistando seu espaço e mesmo quando tem em mãos papéis secundários eles não deixam se abater. O talentoso inglês Colin Firth se encaixa perfeitamente nesta situação. Com um currículo repleto de excelentes trabalhos, ele é aquele intérprete que você tem certeza que já o viu em algum lugar, sabe que trabalha bem, porém pode lhe fugir os nomes dos filmes que fez.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

ESQUECERAM DE... DEU A LOUCA NOS MONSTROS

Que saudades dos anos 80, uma época recheada de filmes que fazem parte das lembranças de muitos marmanjos de hoje. Naqueles tempos as locadoras começaram a surgir e com elas o acesso aos filmes de todos os gêneros era bem mais fácil que qualquer ida ao cinema, assim as fitas de terror contribuíram muito para que esse mercado vingasse e até a televisão abriu espaços para a exibição desse tipo de produção. Era a oportunidade dos mais jovens fazerem a festa e promoverem as sessões de horror com os amigos em casa.

De olho no público ávido por sustos, mas que ainda tinha um pé na infância, muitos filmes que misturavam elementos de comédia e terror surgiram e, dentro da tendência que faz a releitura do gênero horror com toques contemporâneos, o diretor Fred Dekker realizou Deu a Louca nos Monstros (1987), uma divertida aventura que trazia para a modernidade (para nós hoje já antiguidade) os monstros de contos clássicos que no passado já haviam protagonizado longas dos mais diversos tipos, sendo os mais famosos os produzidos entre os anos 30 e 50 pela Universal Pictures.

terça-feira, 7 de junho de 2011

EM CARTAZ... QUERO MATAR MEU CHEFE (pôster nacional)



A comédia Quero Matar Meu Chefe apresenta as dificuldades de três amigos, que sofrem nas mãos de seus respectivos chefes. É quando eles decidem se unir para eliminá-los de uma vez por todas. Jennifer Aniston, Colin Farrell, Kevin Spacey, Jason Bateman, Jamie Foxx, Jason Sudeikis e Donald Sutherland estarão no longa. O cartaz acima é uma das artes preparadas para enfeitar os cinemas brasileiros. Nele é possível ver os principais atores em fotos que já revelam um pouco do que farão no filme. A estréia nacional é prevista para o início de agosto.

BRILHOS, CORES, MÚSICAS E SUCESSO



Em 2001 um marco cinematográfico chegava às telas de todo o mundo fazendo renascer um gênero já considerado sepultado há anos. Baz Luhrmann reinventou os musicais e entregou ao público uma obra ímpar aproveitando ao máximo os recursos sonoros e visuais disponíveis e com um toque irresistivelmente exagerado. Lançado primeiramente no Festival de Cannes, depois timidamente no circuito comercial americano, talvez nem os produtores imaginassem as proporções de sucesso que atingiria Moulin Rouge - Amor em Vermelho, uma empolgante mistura de cores, brilhos e luzes sem nunca apagar o talento dos atores Nicole Kidman e Ewan McGregor que soltaram a voz e dançaram ao som de músicas de estilo pop que ganharam novos arranjos instrumentais, além de outras criadas especialmente para o longa. Inspirado no mito de Orfeu, o músico grego que triunfou com sua canção sobre o mal, mas perdeu sua fé e seu amor para sempre, o filme nos apresenta à Christian (McGregor), um escritor que nunca sentiu o amor verdadeiramente, o que lhe causa um bloqueio criativo. Incentivado por uma trupe de artistas boêmios de Paris, como o artista plástico Toulouse Lautrec (John Leguizano), ele é levado a participar da vida social e cultural que gira em torno do Moulin Rouge, um famoso cabaré cuja grande estrela é a cortesã Satine (Nicole), por quem o rapaz se apaixona a primeira vista. Por uma confusão, o poeta acaba conseguindo um encontro com a bela dama da noite por quem se apaixona imediatamente e ela também demonstra ter se apaixonado. Porém, ela já está prometida a um milionário que em troca do casamento irá transformá-la em uma grande atriz e o cabaré em um grande e respeitado teatro.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

SEM SURPRESAS, ECLIPSE É O GRANDE VENCEDOR DO PRÊMIO MTV

Protagonistas de A Saga Crepúsculo: Eclipse, o grande vencedor da noite 

O MTV Movie Awards já é uma tradição anual, tem prestígio junto ao público americano e por incrível que pareça até atores com carreiras bem estabelecidas gostam de frequentar a festa de premiação. É lógico que por ser um prêmio voltado para agradar ao público jovem e por eles mesmos serem os jurados e votarem nos melhores do ano que passou, os grandes premiados do Oscar ou Globo de Ouro (ficando só nas festas mais populares) são totalmente esquecidos abrindo espaço para os blockbusters brilharem.

sábado, 4 de junho de 2011

NOVO BOND EM 2012


A nova aventura do agente mais famoso do mundo já tem data marcada para chegar aos cinemas. O 23º longa de James Bond estreará em 26 de outubro de 2012 em Londres, Reino Unido e Irlando. Nos EUA a estréia será duas semanas depois. Detalhe, não há nem uma cena sequer rodada até o momento. Até o momento a produção é batizada de "Bond 23", sendo que há quatro títulos  em estudo. Esta será a terceira vez que o ator Daniel Craig irá assumir o papel título. Entre os candidatos para vilões estão cotados Anthony Hopkins, Ralph Fiennes e Javier Barden. A direção será de Sam Mendes, de Beleza Americana. Essa será a primeira vez que uma aventura de Bond estará nas mãos de um cineasta ganhador do Oscar. Vamos aguardar. 

quinta-feira, 2 de junho de 2011

MERYL STREEP, SINÔNIMO DE SUCESSO


Não há como falar de Oscar sem lembrar-se dela, a grande dama Meryl Streep. Simplesmente ela é um exemplo de dedicação à carreira e com um currículo invejável com grandes sucessos, produções cults e alguns poucos fracassos. Ela já não é mais jovenzinha na caretira de identidade, mas no aspecto físico e no espírito alegre engana muito bem e parece ter alguns bons anos a menos. Criada em Nova Jersey, sempre gostou de artes e direcionou seus estudos para esta área. Sua carreira começou nos palcos onde rapidamente teve seu trabalho reconhecido e premiado.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

TROPA DE ELITE 2 VENCE PRÊMIO NACIONAL


Na noite da última terça-feira, dia 31/05, foi realizada a festa do 10º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, em cerimônia realizada no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. Tropa de Elite 2 foi o grande vencedor da noite arrebatando nove prêmios, entre eles Melhor Filme, Melhor Direção (José Padilha) e Melhor Ator (Wagner Moura). O longa liderava a disputa com outro grande sucesso de 2010, Chico Xavier, que terminou com três prêmios. Ambos os filmes tinham 16 indicações cada.

ESQUECERAM DE... PAGEMASTER - O MESTRE DA FANTASIA

Bem, já que esta sessão do blog se chama "Esqueceram de Mim", nada melhor que iniciá-la com um filme de Macaulay Culkin, a promessa de astro do início dos anos 90 que acabou declinando tão rápido quanto chegou ao sucesso. Tendo ficado milionário com os dois primeiros filmes da série Esqueceram de Mim, seus próprios pais ajudaram a cavar sua sepultura. Extremamente gananciosos, controlavam a carreira do filho e metiam o bedelho em todos os seus trabalhos, assim, obviamente, produtores e diretores ficavam com raiva e muitos desentendimentos surgiam. A família Culkin foi arruinada por escândalos, os filmes do menino fracassavam, como Pagemaster - O Mestre da Fantasia (1994), e ele caiu em depressão e se meteu em relacionamentos ruidosos e com drogas. Hoje, ele aparenta ter se regenerado, mas seu sucesso nunca mais voltou. Seu irmão Rory Culkin, apesar de geralmente fazer pequenos papéis em filmes de pouca repercussão, é o responsável por manter o sobrenome do clã em evidência.

BLOGCINE, INVESTNDO NA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DO CINEMA


Os blogs representam uma forma fácil, rápida e sem custos para todos aqueles que desejam se expressar sobre assuntos diversos ou se dedicarem a um único exclusivamente. Aos poucos, como já foi dito em outra oportunidade aqui mesmo, as pessoas com mesmos interesses acabam se aproximando, seguindo os blogs, comentando os posts e formando parcerias. No quesito cinema, apesar dos montes de páginas que surgem com links para downloads ilegais e ainda com mensagens tolas como se o blog fosse isento de possíveis penalidades caso exista condenação por violação de direitos autorais, há quem dedique seu tempo para escrever sobre o tema e invista pesado para fazer trabalhos de qualidade e que exaltem o amor ao cinema contemporâneo, do passado ou de ambas as épocas.

Você também pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...