terça-feira, 22 de novembro de 2011

UM DISFARCE PRA LÁ DE PERFEITO


Esta simpática senhora da foto era o sonho de qualquer família na década de 1990. Prendada, organizada, exímia cozinheira, rígida e defensora dos bons costumes, esta babá também sabia recompensar os pequenos com alguns momentos de lazer inusitados, como passeios de bicicletas e jogos de futebol. Ela é uma mistura da funcionária exemplar com a rebeldia e alegria espontânea de um homem disposto a tudo para poder ficar perto dos filhos. Esta figura acabou se tornando uma das personagens mais famosas do cinema e uma das mais significativas no extenso currículo do ator Robin Williams que virou ídolo do público infantil com a comédia Uma Babá Quase Perfeita, um clássico das sessões da tarde lançado em 1993. Dirigida por Chris Columbus, especialista em obras açucaradas e com apelo para as crianças, a história começa com um casal se desentendendo pela enésima vez. A gota d'água para Miranda, interpretada por Sally Field, foi ver sua casa ser transformada em uma bagunça total durante uma festa de aniversário promovida por seu marido, um ator desempregado que leva sua vida com muito bom humor e garante a diversão de seus três filhos. Com a separação, ele fica desesperado e ao descobrir que a ex procura alguém para cuidar das crianças não pensa duas vezes e arquiteta um plano para ficar junto delas. Após testar as vozes e perfis de algumas mulheres ele chega no modelo ideal: a senhora Doubtfire, uma idosa com um sotaque diferente proveniente da Irlanda, voz mansa, cara de anjo, mas que sabe impor a disciplina como ninguém. A partir de então o espectador acompanha as peripécias de um homem que nunca teve jeito para os afazeres da casa aprendendo na marra desde cuidar dos estudos dos rebentos até limpar a casa, se bem que na parte da comida recorrer as entregas de um restaurante é inevitável. 

Além das trapalhadas de Daniel Hillard tentando fazer de tudo para que a senhora Doubtfire seja o mais verossímil possível, incluindo uma divertida sequência em que ele queima os enchimentos de sua roupa, o riso é garantido pelo troca-troca de figurino de Williams e suas confusões e mentiras para despistar aqueles que não deveriam saber da existência dessa babá, como em um encontro de trabalho no qual sua criação acaba lhe rendendo um emprego. A maquiagem da respeitável senhora consumia aproximadamente três horas de cada dia de filmagem, sacrifício recompensado por um merecido Oscar a equipe responsável. Mesmo assim, a Academia de Cinema ficou devendo a indicação para o protagonista, mesmo com ele já tendo em mãos o Globo de Ouro da categoria comédia. Vale destacar também a presença da graciosa Mara Wilson como a criança-xodó do longa. Com um impressionante talento, a garotinha vivia uma época gloriosa emplacando também sucessos como Matilda e a refilmagem do clássico natalino Milagre na Rua 34. Como uma espécie de Dakota Fenning do final do século passado, a atriz-mirim cresceu e sumiu dos holofotes, apesar de existirem registros que garantem que ela segue na carreira. Caminho diferente fez Pierce Brosnan que aparece aqui como o novo amor de Miranda. Ele cada vez mais ganhou evidência nos anos seguintes, principalmente por encarnar o famoso agente 007 no final da década de 1990 e começo dos anos 2000, apesar de seu talento ser considerado limitado. Já Sally Field, apesar de competente como sempre, amargava pequenos papéis mesmo tendo conquistado no passado dois Oscars de melhor atriz, mas curiosamente sua interpretação como a preocupada e metódica mãe de três filhos é seu trabalho mais reconhecido até hoje. Quem ficou mesmo com a imagem intacta foi Williams, que com seu carisma e entusiasmo salva qualquer produção e aqui conseguiu fazer dois papéis completamente diferentes e fugiu da caricatura. Sua prestativa babá é realmente de uma veracidade incrível e de uma personalidade ímpar. Baseado em um livro infantil britânico, Uma Babá Quase Perfeita continua atual e divertido e é um daqueles filmes que por mais que você já conheça até a sequência das cenas de tanto que já assistiu é irresistível ver mais uma e gargalhar. 

Nenhum comentário:

Você também pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...