domingo, 24 de fevereiro de 2013

HOJE É DIA DO OSCAR 2013

Se seguir as tendências de outras premiações, Argo será eleito o Melhor Filme do Oscar 2013, o que de certa forma será constrangedor para os membros da Academia de Cinema que não indicaram Ben Affleck como Melhor Diretor
 
Dia 24 de fevereiro de 2013 é uma data que certamente ficará marcada para sempre na história do cinema. Além de ser o dia da realização da 85º entrega dos prêmios da Academia de Cinema de Hollywood, esta edição promete ser repleta de surpresas. Ou não. Realmente, hoje o Oscar pode corrigir uma grande injustiça e ser previsível ou surpreender a todos de forma negativa. A grande expectativa gira em torno da principal categoria, Melhor Filme. Há muitos anos não havia uma seleção tão boa de títulos segundo afirmam especialistas. A opção por boas histórias tem trazido reflexos positivos nas bilheterias dos longas indicados e desta vez todos eles mereciam a estatueta principal da festa, mas obviamente alguns filmes estão na listagem apenas para completá-la.

Se os membros da Academia seguirem as tendências das outras premiações que antecedem o Oscar, o grande prêmio da noite será dado à Argo, elogiado trabalho do ator Ben Affleck que também dirige o longa, mas foi esnobado na categoria de direção. Para o constrangimento dos votantes do prêmio, ironicamente após a divulgação dos indicados ao Oscar, esta mistura de drama e suspense acerca de um episódio verídico ocorrido no final dos anos 70 começou a ganhar as principais estatuetas dos sindicatos (de atores, de diretores, de roteiristas), o Globo de Ouro e outros tantos troféus em festivais menores. Eleger como Melhor Filme Argo não é fazer justiça somente a um excelente título, mas também dar um prêmio de consolação à Affleck, um grande talento que precisa ser mais respeitado, embora tenha praticamente começado sua carreira colocando as mãos no Oscar de Melhor Roteiro Original em 1998, honra que dividiu com o também ator Matt Damon pela cultuado drama Gênio Indomável.
Lincoln e A Hora Mais Escura entre outubro de 2012 e o início do mês de janeiro despontavam como os grandes favoritos ao Oscar alternando seus nomes em diversas premiações nas categorias principais, contudo, após as indicações da Academia o prestígio de ambos começou a cair. O primeiro, uma superprodução de época de Steven Spielberg sobre um dos principais nomes políticos da História americana, tem chances de faturar vários prêmios técnicos, além da óbvia vitória de Daniel Day-Lewis como Melhor Ator. Ele só não ganha o Oscar caso os votantes levem em consideração que ele já venceu outras duas vezes, mas ai seria fazer política de boa vizinhança com algum outro candidato e deixar de lado o caráter artístico do prêmio (bem, pelo menos deveria ser a arte em primeiro lugar). Já o segundo título é uma produção contemporânea da diretora Kathryn Bigelow, uma mescla de jornalismo investigativo e cinema sobre os dez anos de caça ao terrorista mais famoso do mundo, Osama Bin Laden. Jessica Chastain, a protagonista, pode render a única estatueta do longa, mas no seu caminho está a elogiada atuação de Jennifer Lawrence por O Lado Bom da Vida, uma simpática comédia romântica que pode ainda ser premiado por seu roteiro.
Anne Hathaway e Daniel Day-Lewis devem ser premiados como Melhor Atriz Coadjuvante por Os Miseráveis e Melhor Ator por Lincoln, assim dando continuidade a consagração de ambos na temporada de premiações 2013
 
Os demais títulos devem dividir os prêmios ou até mesmo sair de mãos vazias da festa. Os Miseráveis é forte candidato a prêmios de apelos visuais (direção de arte, figurinos e maquiagem) e Anne Hathaway deve ser consagrada como a Melhor Atriz Coadjuvante. As Aventuras de Pi deve faturar nos prêmios de área técnica, mas pode surpreender. Django Livre é uma opção aos troféus de Melhor Roteiro Original, escrito por Quentin Tarantino, e Melhor Ator Coadjuvante sendo representado pelo ator Christoph Waltz. Amor já é um grande premiado com suas cinco indicações, mas deve vencer na categoria de filme estrangeiro. Por fim, Indomável Sonhadora, que ocupa a vaga de longa independente do ano, não deve ganhar nada, embora concorra em quatro categorias importantes. A grande dúvida da noite fica reservada para a escolha do Melhor Diretor que não tem um franco favorito visto que, como já dito, Affleck ficou de fora da lista.
A 85º edição do Oscar promete pela primeira vez em anos ser repleta de boas surpresas e há grandes expectativas em torno do que está sendo preparado para lembrar a História deste que é considerado o maior prêmio da indústria cinematográfica mundial. Uma coisa é certa: a boa seleção de títulos em todas as categorias já é o bastante para tornar o evento deste ano inesquecível. Faça suas apostas.

Nenhum comentário:

Você também pode gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...